cousas cousadas de domingo

Foi ontem. Eu dirigia muito ligeiro pela av. Borges de Melo às 11:30h da manhã, pra encontrar o Nico. Passando ali perto da rodoviária eis que surge, numa esquina após o sinal (após!) um homem, de pé, sozinho, sob o sol (fez sol no domingo, amém), segurando nas mãos um gramofone.

Isso mesmo, um gramofone.

Pisquei várias vezes e arregalei os olhos ao passar por ele. Não hesitei, peguei o primeiro retorno e depois o segundo e parei ao lado. Demorei um tempinho para dizer algo olhando aquele objeto que o homem segurava agora na janela do meu carro. Tinha um papel escrito VENDE-SE na parte em que o gramofone se abre em flor.

– O senhor está mesmo vendendo isso?

– Sim.

– Quanto custa?

– Quatrocentos reais – o cara tinha sotaque estranho.

Não tinha quatrocentos reais. E foi o que eu disse. E disse que aquilo era lindo. Ele retrucou:

– Funciona, viu? – e deu corda e o disco começou a rodar sob a agulha e de fato a música começou a tocar.

Um gramofone tocava pra mim numa esquina dessa cidade, quase ao meio-dia de um domingo qualquer. Eu vi o cachorrinho ouvindo música no talhe da madeira. Eu vi como a parte de cima do gramofone brilhava ao sol.

– É, não tenho quatrocentos reais. – repeti.

– Quanto você tem agora? Pra pagar AGORA?

– !!…. tenho cem reais.

– Não dá. Não paga minha passagem.

Suspirei.

– De onde isso é? – e não lembro da resposta dele.

– E você, de onde é?

– Soy colonbiano. Mas a passagem é pra Goiânia.

– Você tem um telefone?

– Não.

Olhei mais tempo antes de ir embora. Esqueci de desejar boa sorte.

tinha aquele mesmo cachorrinho ali, ó.

tinha aquele mesmo cachorrinho ali, ó.

Anúncios

2 Respostas to “cousas cousadas de domingo”

  1. Giselle Says:

    Que engraçado. Acho que esse mesmo cara foi bater no prédio do meu namorado na Praia de Iracema. Não tenho certeza se era sábado ou domingo (provavelmente era domingo), mas a placa de “vende-se” também estava lá e o cachorrinho propriamente dito. O mais engraçado é que ele disse ser do Pará (para mim ele falava chiado). O preço era o mesmo e ele faria até por 300 (pasme!).

  2. Lucas C. Says:

    Meu sonho ter um gramofone ! *-* Com um disco de Carmina Burana !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: