ô paulo, sente aqui, vá.

ah, que bom que você veio. mas não precisa sentar tão perto, fasta um pouquinho pra lá. é, estão asfaltando a rua. o cheiro é ruim. tá todo mundo hipnotizado pelo preto novo do chão, ao invés de reparar nos estumes róseos. deixe que eu acendo seu cigarro. queria lhe pedir pra interceder pelo sol. reze pelo meu nariz e tubulações internas. para que eu não adoeça, porquer não vai dar tempo. ah, se der tempo me ensina uns golpes ninjas. e como se diz aquilo em sânscrito. em qualquer língua, aliás. mas o sol é mais urgente. e quase nada é urgente.

aí ele afiou o bigode. balançou a cabeça. bateu a cinza. e disse:

– nada que o sol não explique .tudo que a lua mais chique. não tem chuva que desbote essa flor.

Anúncios

Uma resposta to “ô paulo, sente aqui, vá.”

  1. estacioflima Says:

    e eu aqui apostando tudo nas rosas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: