Interlúdio na Praia Grande

Me despedi das meninas simpáticas que iam levar o material pra outro prédio uma quadra acima e desci a ladeira fazendo o caminho de volta pelo hidrante da Roberta. Tava sempre cheio de gente por ali e sempre passava alguém com o crachá do evento. Fui dar uma volta, mesmo ainda carregando as duas mochilas, e dei de cara com o Wado passando som num palco vizinho a uma escadaria imensa, em frente à mesma rua da Escola. Olhei pra trás e tinha um barzinho lindo com cadeiras honestas do lado de fora. Sentei e pedi uma Bohemia. Minhas obrigações do dia tinham acabado, agora era rezar pra tudo andar. Porque não rezar tomando uma cerveja e ouvindo o Wado passar o som? A praça era a Mauro Machado e a rua era a da Estrela e o barzinho era o Antigamente. Era o equivalente a estar sentado no Bar Avião, no meio da praça do Dragão do Mar. Ou no Amici’s. Só que era uma rua mesmo, não estabelecimentos. Tinha gente de todo jeito, inclusive gente com cara de quem morava por ali. E já não tinha chuva e o espaço se preparava para o movimento da noite. Uma roda de tambor de crioula na esquina, nada extraordinário, digo, para eles. Vi trocentas rodas e blocos com tambor e elas surgiam como se brotassem do chão. Não parece ensaio para alguma coisa, é a coisa em si. Não há multidões ao redor, tem sempre muita gente olhando, mas como elas são muitas e começam e se desfazem, tem pra todos os lados.

Tava doida que aparecesse alguém de lá pra conversar comigo e lá vieram as meninas e o menino da organização que ficaram ajudando com os cartazes. Acenei, começamos a falar, eles me explicaram que era ali que era ali, o centro de tudo. Olhamos mapas, eles me apontaram caminhos, explicaram à maneira deles – linda – a geografia da cidade. Tava escurecendo, dali a pouco eles tinham que ir pra casa, moravam longe e iam de ônibus.

– Quatraqui? que nome legal.

– É, só é longe!

dsc03105

As meninas eram a Naiara, Laís e Suellen. O menino era o Diego. Nenhum estudava jornalismo. Todos eram simpáticos e delicados. Fumamos uns marlboros juntos.

– Me dá aí o segundo?

– Dou – sem saber o que era o segundo. Eles notaram.

– O segundo é tipo, tu fuma até a metade e me dá a segunda metade.

– Aí às vezes se a pessoa pedir de volta ainda ela diz, rola aí de volta o terceiro!

E por aí fomos, achando graça. Diego me mostrou o zine que faz e falou dos anarco-punks de Fortaleza, com quem teve contato, enquanto abri minha pasta para passar os zines nas mãos delas e dele. A pergunta chave entre zineiros de verdade é: “Tem aí algum zine dos teus preu ver?” e eu tava achando engraçado tal interesse ter vindo deles, tão novinhos (uns 19 anos) e fora da faculdade (só o Diego fazia uma, Biologia, algo assim). Mas o negócio é que tinha uma vibe punk de verdade e tudo se confirmou quando me confessaram que estavam trabalhando na organização do evento atrás de uma vaga no ônibus que iria domingo pra Belém, eles queriam estar no Fórum Social Mundial. E no decorrer dos dias foi dando certo, a viagem se confirmando – acho que a primeira grande viagem pra todos – e o entusiasmo crescendo.

– A gente ainda não sabe onde vai ficar lá, mas isso é besteira!

Punk-rock-hard-core-tota-toal-é-issaí, adorei os quatro.

 

 

Anúncios

Uma resposta to “Interlúdio na Praia Grande”

  1. Naiara Says:

    Lembro-me perfeitamente desse dia.
    Agente ocupou a mesa do antigamente com zines, e ficamos papeando (rola o dois cara, rsrsrs)…
    Foi massa te conhecer Fernanda, e tb participar da oficna de fanzine, e ter te ajudado da forma que fosse (até mesmo, subindo uma ladeira desgraçada para comprar grampo de grampeador, que estava faltando…rsrsrs). Foram bons momentos e quem sabe um dia agente ainda se encontre por aí.
    abração,
    Naiara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: