o seu papel.

As situações que se seguem já devem ter acontecido com você ou bem pertinho de você. Acontecem todo dia e são coisas ligeiras, gestos e insights. Enquanto elas acontecem os lixeiros trabalham, o aterro lota mais, assim como os shoppings, sacos plásticos voam pelo céu da Cidade Solar e se prendem em árvores, tampam bueiros, alguém pesquisa como reciclar papel em casa… o mundo é grande:

 

Cena 1. Na sala de aula:

Já aconteceu em versão lousa de giz e de pincel. Escola rica e não tão rica. A aula começa e percebo que quem deu aula antes de mim não só deixou a lousa repleta de cousas como também levou embora o apagador. E antes que eu peça a um aluno para pedir apagador em outra sala, um deles se antecipa na melhor das intenções, e RRRÉÉÉC! Rasga uma folha em branco do caderno e prontamente esfrega na lousa antes que um diga O “ai…”

 

Cena 2. Na rua:

O sinal fecha e lá vêm os entregadores de panfleto. Eu recebo, sim, pois sei que eu não vou jogá-los pela janela logo depois, desconfio dos outros motoristas. E alguns têm o verso do papel em branco, além de terem cheiro bom. Aí o rapaz vem dizendo bom-dia-obrigado e enfia um papel 10x15cm pela janela, maaaaas…. o papel tá em branco! Eu noto e ele nota e logo corrige, amassa o papel em branco na mão (erros de gráfica-escala-industrial) e me dá um de propaganda. Eu quis dizer: – NÃÃÃo! Me dê o outro mesmo!!! Mas ele já tava longe e o sinal era verde e alguém buzinava atrás.

 

Cena 3. Na casa do amigo:

Parei pra pensar com um deles na palma da mão… “Post it”. É esse o nome dos bloquinhos de cores néon feitos para bilhetes, lembretes, marca-textos, etc. É, são bonitos. Mas são caros. Muito caros. Não dá pra falar de lixo sem falar de consumo, então vamos lá. Minha mãe me ensinou uma lógica bacana: ela só compra uma coisa se for, nesta ordem de importância: útil, barata, de boa qualidade e bonita/sedutora. E eu fico pensando no fiiduaégua que pensou: “Vamo fazer bloquinho de rascunho e lembrete pra vender?” Com tanto papel mal-utilizado no planeta, taí uma idéia bem besta. Ainda que bonitos, aqueles bloquinhos custam o olho da cara e são perfeitamente substituíveis por qualquer outro papel usado.

 

Obs: Ninguém precisa viver para comprar papel higiênico apenas, mas é possível um consumo mais consciente e menos predador.

 

Cena 4. Na xérox:

Enquanto a moça chama alguém para me atender, como sempre fico olhando as caixas de resmas espalhadas pelos cantos, umas vazias, outras com resmas lacradas, outras com cópias de apostilas empilhadas e uma com o lixo da gráfica. Fico hipnotizada pelo lixo da gráfica. De todas as copiadoras em que já estive só uma tinha a simpática idéia de pegar retalhos de folhas cortadas na guilhotina e transformar em bloquinhos mínimos para dar de brindes a clientes. E olho as caixas vazias de resmas e lembro das caixas chiques vendidas em papelarias por 15 reais ou mais… Ora, as 2 cumprem as mesmas funções, guardar papéis direitinho, proteger da poeira e do mofo com aberturas para a ventilação. Tenho várias em casa, ganhei porque pedi.

Lá vem o rapaz me atender, cal-ma-men-te. Explico o que é e que tenho um pouco de pressa, ele balança a cabeça dum jeito vago e me dá as costas. Entra numa porta que descubro ser o banheiro, demora mais um pouco e volta com as mãos molhadas. Olha pra um lado e pra outro, não tem toalha nem papel higiênico nessa píula de banheiro. Aí ele olha pra máquina de cópias, abre uma gaveta e tira lá de dentro uma folha imaculadamente branca. Sem nenhuma hesitação, “enxuga” as mãos na folha de papel a4, faz uma bola de pepal e .. tchuns! Joga na caixa de resma com outros papéis amarfanhados – e muito limpos, alguns fotocopiados só de um lado. AAAAAAAi que DOOOOOr!!! Eu queria dizer:

– moço, eu ficaria aqui a tarde inteira esperando suas mãos secarem ao vento, mas num faça isso não…

Ou, se fosse a dona da gráfica:

– CÊ tá doido? Sua mãe não lhe deu educação não? Você é de que planeta?

 

 

Eu acredito no poder da educação. Acredito sim, que é possível mudar as cousas. Mas acredito que é mais digno começar pelo raio de ação ao nosso redor. E que a educação pode e deve acontecer através de um bom exemplo e um bom papo. Alguma dose de humor sempre vai bem. Transformar uma conversa ecológica em censura e batalha pra ver quem tem razão enche o saco de qualquer um. (E não o do lixo!)

Então é isso, são gestos simples, despercebidos de quem os fazem e de quem está ao meu lado em que lugar for que me faz pensar se eu e quem se irrita com eles é que viemos de outro planeta. Mas não… o mundo é grande. O mundo é grande, mas talvez nem resista tanto tempo. O mundo é grande, mas não é algo lá fora. O mundo é grande e sou eu, é você, é tudo o que tocamos e pensamos. E pense bem no destino que você vai dar a essa revista quando ela não mais te interessar.

 

(texto pra uma revista que tá quase quase)

 

 

 

 

 

Anúncios

3 Respostas to “o seu papel.”

  1. N.Lym Says:

    Li tudo. Morro de gastura qnd vejo alguem jogando papel fora, no chão ou usando inutilmente. Tem um bando de pigs perambulando por aí. =/ E acho necessário ter educação, ainda que eu esqueça mt disso por pura alienação msm. E acho q tu és mt, mas MT paciente. Ou eu que sou estourada d+! >.<”

    ;*

  2. Andréa Beníccio Says:

    Nossa!!
    Preciso segurar o queixo para não contnuar caído.. rsrs

    Reverências pelo texto e muito mais pela consciência e luta ecológica!!!
    Texto claro, leve, divertivo e um grande alerta para nossa cômoda deseducação ambiental.

    Utilizar a reciclagem e coleta seletiva do lixo, não substituem o bom senso na uttilização, mas servem de uma boa saída alternativa.
    Pelo menos na saída alternativa estou fazendo a minha parte e depois disso vou tentar reeducar meus maus hábitos… #)
    Para quem gosta de escrever é difícil não estragar tanto papel com seus rascunhos… Tenho que rascunhar virtualmente, mas aí vem o problema do uso da energia elétrica…rsrsrs

    Um grande abraço e parabéns pelo blog,
    Add nos meus preferidos.

  3. gugalimafoto Says:

    Rapaz, a cena 4 é PERFEITA. SE fosse um filme seria fantastico.

    Muito bom.

    Parabéns.

    Em relação ao papel…é escroto isso mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: